Eventos

<<  Dezembro 2017  >>
 S  T  Q  Q  S  S  D 
      1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Segunda - 11 de Dezembro de 2017
Pinga-Fogo
Pinga-Fogo
Escrito por Administrator   
Sex, 31 de Agosto de 2012 14:32
PAULADA NO IPTU
Em virtude da repercussão da matéria sobre o aumento do IPTU, que praticamente dobrou nos últimos cinco anos em bairros como Bom Jesus e São Cristóvão, o prefeito Marcos Buzetto encaminhou um e-mail educado para o jornal. O fato de o texto ser cordial, no entanto, não significa que tenhamos de concordar com ele. 
 
PAULADA NO IPTU 2 
Diz Marquinho em seu e-mail:  “contra a verdade não há argumentos, que pena quando o jornal menciona que houve aumento e um vereador declara que foi feito decreto para aumento do IPTU, e não para correção. É uma pena, mas, se precisar mando cópia do decreto estabelecendo a correção”. 
 
PAULADA NO IPTU 3 
É claro, prefeito que a cópia do decreto é bem-vinda, mas isso não vai ter efeito nenhum para aqueles moradores do Bom Jesus, que viram seu carnê sofrer um reajuste de 24% de um ano para o outro e de 86% nos últimos cinco anos, como foi o caso do casal de aposentados citados como exemplo na matéria. 
 
HÁ, SIM, ARGUMENTOS
E o amigo leitor Raphael Trevizam discorda do prefeito de que não houve aumento. E para tanto ele apresenta fatos e argumentos que vão contra a linha de raciocínio do prefeito (leiam o artigo aqui). 
 
HÁ, SIM, ARGUMENTOS 2
Como já foi explicado na matéria da edição anterior, Marquinho afirma não ter havido aumento com base na média de reajuste de 6,5% para toda a cidade. Ocorre que para alguns bairros praticamente não houve reajuste, enquanto outros, como São Cristóvão e Bom Jesus sofreram aumento de aproximadamente 25%. 
 
HÁ, SIM, ARGUMENTOS 3
A diferença ocorre devido ao zoneamento da cidade. Bairros como São Cristóvão e Bom Jesus passaram a ser tratados como bairros de ‘ricos’, sendo que historicamente esses bairros são bairros de operários, que gozavam do privilégio de poder morar bem em uma cidade em que os imóveis eram baratos. 
 
HÁ, SIM, ARGUMENTOS 4
Segundo Raphael Trevizam, proporcionalmente o IPTU desses bairros é hoje mais caro que o do Terras de Piracicaba, bairro de altíssimo padrão de Piracicaba. Para Trevizam, que paga por isso é o comércio rio-pedrense. 
 
ORA BOLAS 
Outro ponto que chamou a atenção na edição da semana passada foi o de o prefeito afirmar que o valor a ser recolhido com o IPTU é ‘insignificante’, não permitindo pagar metade da folha de pagamento de um mês do funcionalismo. 
 
ORA BOLAS 2
Vários leitores fizeram a mesma observação: “Ora, se é insignificante para a prefeitura, porque pesar tanto em cima do trabalhador?” . Ou ainda: “É claro que não dá para pagar meia folha de pagamento. Também com uma prefeitura inchada como essa?!”. 
 
ORA BOLAS 3 
A estimativa é que o pagamento do IPTU renda aproximadamente R$ 3,3 milhões aos cofres públicos. O Orçamento estimado de Rio das Pedras para 2012 deve superar os R$ 80 milhões. 
 
FORA DA REALIDADE
Respondendo sobre as questões da Estação de Tratamento de Esgoto, o prefeito Marquinho mostrou um otimismo completamente fora da realidade.  “Aguardamos para breve a inauguração da mesma (ETE), que poderá acontecer no mês de setembro”, respondeu o prefeito.
 
 
 
FORA DA REALIDADE 2
Com todo o respeito a o prefeito, considerar que aquela obra ficará pronta nesses  próximos 30 dias é evidenciar que está completamente do estágio em que ela se encontra.  Qualquer leigo que visita o local percebe que aquilo não entra em operação em menos de um ano de trabalho intenso.
 
FORA DA REALIDADE 3 
A ETE fica na zona rural de Rio das Pedras, quase que às margens da Rodovia do Açúcar. No marcador do veículo do jornal, a distância percorrida entre o bairro Pombal até a ETE, seguindo pela estrada do antigo sítio Santa Tereza foi de três quilômetros.
 
FORA DA REALIDADE 4 
Só para construir emissários e estações elevatórias que levem o esgoto até lá a mão de obra vai ser enorme. Marquinho diz que há emissários até a antiga coloninha do Eucário. Mas basta olhar o rio no trecho em que ele corta a avenida Cristina Taranto Pariz para perceber que o Tijuco ali naquele ponto já está completamente tomado pela poluição. 
 
SUCESSO NAS PARADAS
E o hit do momento na política rio-pedrense é a música “varre-varre vassourinha, varre-varre a bandalheira”. Trata-se de uma versão da música que consagrou o ex-presidente Jânio Quadros. Aqui em Rio das Pedras, vem sendo usada para se referir ao inchaço da máquina pública com o excesso de contratações de comissionados e de secretários. 


 
Copyright © 2009 - 2017 - O RIO-PEDRENSE. Site desenvolvido por CM+P
Rua Massud Coury, 864, Bom Jesus, Rio das Pedras-SP - CEP: 13390-000 - Tel: (19) 3493-2156